Na casa com a Flávia

Flávia Gerab Tayar

Fevereiro é mês de carnaval. Samba , sol, praia, trio elétrico, encher a cara sem vergonha de ser feliz!

É isso aí… Alalaooooooor, mas que caloooooor.

Calor??? Aonde???

Só pra Contrariar. Dicas para escapar do carnaval sem perder o rebolado

Vou expor, nunca fui nem sou esportista. Meu negócio é agito, é musica alta… é musica alta!!! Apesar disso, resolvi que este meu carnaval seria completamente diferente. 3 horas avião para Santiago, mas 3 horas de avião para Punta Arenas e quando achava que já estava próxima do meu destino... mais 5 horas de carro (sendo as duas últimas em estrada de terra) para chegar ao parque nacional Torres del Paine na Patagônia. Imagem o meu mau-humor!!! Até chegar no meu quarto e olhar a vista da minha janela...

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - patagônia

Bom, vamos começar do começo.

A Patagônia fica na área mais meridional do planeta, entre a Argentina e o Chile. Suas paisagens predominantes são: pampas e andes patagônicos.

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - patagônia 2

Torres del Paine, o local onde o hotel (www.explora.com) fica, foi declarado Reserva da Biosfera pela UNESCO em 1978.

Ali a paisagem é bem diversa. Torres pontudas de granito e magma que atingem 3.000m de altura (Torres del Paine e Cuernos del Paine) , glaciais (Grey, o Tyndall e o Dickson), quedas d’água e diversos lagos e rios. Vejam o esquema de como tudo aconteceu aí ao lado.

Apesar dos ventos fortes, das temperaturas baixíssimas e das chuvas incessantes fiquei impressionada com a diversidade da fauna e da flora que vi. Em uma breve caminhada uma raposa passou a menos de 1m de mim, vi mais de 100 guanacos (espécie de lhama), um condor, flamingos, gara-gara (carcará), etc.

Em um dia andando (15 km....aiiiiiiiii) vi geleiras, rochas, pampas, bosques... as vezes o cenário mudava tão rápido e sem explicação que não me restava mais nada a fazer do que soltar um Ohhhhhhhh, e bater mais uma foto.

Além de tudo isso grande parte do interesse da minha viagem foi conhecer o hotel Explora. Projetado em 1993 pelo arquiteto José Cruz Ovalle (que eu acho INCRÍVEL). O hotel tem como conceito principal integrar o homem à natureza.

Sua horizontalidade foi a forma com que o arquiteto encontrou para criar um contraponto aos picos extremamente verticais. O branco da fachada e sua sinuosidade irregular buscam similaridade com a neve e os icebergs. Desta forma, o hotel não se sobrepõe a natureza - já que nunca conseguiria - e se fundi a ela.

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - patagônia 3

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - patagônia 4

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - patagônia 6Para enfrentar o clima da Patagônia (temperaturas que mudam rapidamente, ventos fortes, chuvas) o hotel foi construído em concreto e madeira.

Na parte interna além das imensas janelas que integram o hotel com a paisagem, grande parte é revestida com madeira, magma e granito.

O piso é de Eucalipto procedente do Chile e também de uma madeira chamada Almendrillo que vem da Bolívia.

Como se pode ver os ambientes internos são bem fluidos e aconchegantes.

Dá para se parceber claramente não só os traços de arquitetura na construção, mas os estudos do José Cruz Ovalle relacionados a arte, filosofia e principalmente escultura.

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - patagônia 7

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - patagônia 8

Detalhe do lambril do quarto com Lenga (agora patinada) e sua simplicidade acolhedora.

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - Patagônia  9

E por último, mas não menos importante, o banheiro. As paredes são todas revestidas em magma e o teto em cipreste (encontrado na Patagônia). Notem as janelas que dão para o quarto... e para a vista

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - Patagônia  10Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - Patagônia  11

Casa de Valentina - coluna Flávia Gerab Tayar - Patagônia  12

Ahhh....Nada como terminar o dia tomando um banho de espuma!!!!

*agradecimentos especiais a gerente geral Rosario e à Rodolfo Terrazas , o gerente de engenharia do hotel que respondeu a todas as minhas perguntas.

www.flaviagerab.com.br

11 comentários:

  1. Belíssima arquitetura! O interior em madeira é lindo!
    Muito legal saber um pouco mais sobre lugares diferentes pra se conhecer. E com certeza a paisagem deve compensar o percurso...

    ResponderExcluir
  2. Que lugar lindo !!!
    Acabei de colocar na minha lista de lugares especiais!

    lellys

    ResponderExcluir
  3. o que eu acho? eu não acho nada.
    queria era estar lá pra ver com os meus próprios olhos! a Patagônia é um sonho de consumo no momento sem condições de realização... são tantos sonhos!!!!
    que bom que você compartilhou com a gente!!!! Obrigadinha

    ResponderExcluir
  4. Lugar perfeito! Hotel perfeito! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Nossa! Maravilhoso... deve ter sido um carnaval bem romântico. Bjinhos

    ResponderExcluir
  6. carina neves09/03/2010 16:05

    Que post lindo Flá!!
    Parabéns ! As fotos maravilhosas , o texto super bacana! A arquitetura da vontade de copiar!!!e o seu texto da ovntade de ler maisssss!!
    beijos
    Cá! rina....rsrsrs

    ResponderExcluir
  7. Flávia, parabéns pelo roteiro maravilhoso! Estive na Patagônia argentina e chilena em dezembro de 2008 e vi as paisagens mais lindas da minha vida!!!! Lindo demais!!!! Fiz até um post sobre as fotos que tirei lá: http://casosecoisasdabonfa.blogspot.com/2009/05/patagonia-o-lugar-onde-tirei-as-fotos.html

    Beijos! Adoro sua participação aqui!

    ResponderExcluir
  8. Flávia, sou fão dos seus posts! Thaisa.

    ResponderExcluir
  9. Flávia,
    Gosto muito da sua participação. Vc escreve bem e poeticamente.Parabéns!!!
    Gostaria de falar c vc. Tentei seu tel do site
    mas n chama. Por favor, se for possível,me passa um email: margaret@puntel.net. Forte Abraço Margaret

    ResponderExcluir
  10. Então Carolina... foi romantico sim... mas quwe eu chegava MORTA DE CANSAÇO louca pra dormir também não posso negar rsrsrsr
    Flá

    ResponderExcluir
  11. oi Flavia! também tive o prazer de conhecer esse maravilhoso parque Torres del Paine! Fiquei 5 dias acampada, cada noite em um lugar diferente, seguindo as trilhas. Nunca "camelei" tanto, mas lógico que a paisagem, o clima e as pessoas que conhecemos pelo caminho recompensam tudo. Agora vc me surpreendeu com o outro lado fascinante do parque que é o Hotel Explora. Amei as fotos! mais um motivo pra voltar!

    ResponderExcluir

E vc, o que acha? Comente.